" Cada pessoa se alimenta do que lê, do que escuta, do que vê, de tudo que recebe do mundo e incorpora a si, assim como absorve um perfume. E se torna um pouco daquilo que fala, que ouve e toca. Se suas idéias e pensamentos são partes construtivas do seu ser, cada um doa seus conteúdos ao mundo ao expressá-los através de suas palavras e gestos ".

I Ching --- Livro : Medicina Integrativa - A cura pelo equilíbrio - Paulo de Tarso Lima.



quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

2010

Já separou um espaço em sua vida para receber o novo ? Eliminou ou pensou no que não está te fazendo bem ? Para algo bom chegar com o novo ciclo o que não está legal precisa sair.
Respire, olhe o céu, veja seu interior. Sorria no espelho e silenciosamente reflita o que está vivendo. Outra história está prestes a começar.
Não esqueça de, generosa e humildemente, dar carinho de verdade com palavras, gestos, beijos e abraços as pessoas que se preocupam com você o ano inteiro. A vida inteira. Amigos, família, esteja com quem puder, mas fique também com você.
Não é mais um, é O ano. Desde que você queira. Eu quero !

Transito

A cena era a de sempre.... um mar de carros para quem pretendia descer as estradas para o litoral no dia 30. O melhor dessa materia foi constatar que as pessoas se banham de criatividade e paciencia antes de sair de casa. Foi até divertido. Um filhote lambendo minha mão enquanto entrevistava sua dona foi meu presente !

http://videos.band.com.br/v_45527_nem_o_transito_tira_o_bom_humor_de_quem_vai_a_praia.htm

Edição : Daniela Carlini

Roupas virada

Roupas para o reveillon...

http://videos.band.com.br/v_45534_as_dicas_para_combinar_as_cores_da_roupa_na_virada.htm

Imagens : Nivaldo Lima
Edição : Denise Belintani


Obs : Não importa a cor do figurino se a mente não estiver tranquila. Esteja em paz da cabeça aos pés !

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Feng Shui Interior

A bagunça é inimiga da prosperidade. Ninguém está livre da desorganização.Forma-se sem que se perceba e nem sempre é visível. A sala parece em ordem, a cozinha também, mas basta abrir os armários para ver que estão cheios de inutilidades. De acordo com o Feng Shui Interior, uma corrente do Feng Shui que mistura aspectos psicológicos dos moradores com conceitos da tradicional técnica chinesa de harmonização de ambientes,bagunça provoca cansaço e imobilidade, faz as pessoas viverem no passado, engorda, confunde, deprime, tira o foco de coisas importantes, atrasa a vida e atrapalha relacionamentos. Comece evitando isso apenas colovando uma coisa nova em casa quando se livrar de uma velha. / Tenha latas de lixo espalhadas nos ambientes, use-as elimpe-as diariamente. /Guarde coisas semelhantes juntas; arrume roupas no armário de acordo com a cor e fique só com as que utiliza mesmo./ Toda sexta-feira é dia de jogar papel fora. / Organize devagar, comece por gavetas e armários e depois escolha um cômodo, faça tudo no seu ritmo e observe as mudanças acontecendo na sua vida.

Veja uma lista de atitudes pessoais capazes de esgotar as nossas energias.

1. Maus hábitos, falta de cuidado com o corpo - Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano . A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutençao da saúde energética.
2. Pensamentos obsessivos - Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso.
Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos - mal comum ao homem ocidental, torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.
3. Sentimentos tóxicos - Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.
4. Fugir do presente - As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: "bons tempos aqueles!", costumam dizer. Tanto os saudosistas,que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.
5. Falta de perdão - Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e desculpas. Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e si mesmo, fica "energeticamente obeso", carregando fardos passados.
6. Mentira pessoal -Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço. 7. Viver a vida do outro - Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas 'e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.
8. Bagunça e projetos inacabados - A bagunça afeta muito as pessoas , causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro "escape" de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe "diz" inconscientemente: "você não me terminou! Você não me terminou!" Isso gasta uma energia tremenda. Ou você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do autoconhecimento, da disciplina e da terminação farão com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.
9. Afastamento da natureza - A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidadesagravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.

Atitudes erradas jogam energia pessoal no lixo. Posicionar os móveis de maneira correta, usar espelhos para proteger a entrada da casa, colocar sinos de vento para elevar a energia ou ter fontes d'água para acalmar o ambiente são medidas que se tornarão ineficientes se quem vive neste espaço não cuidar da própria energia. Portanto, os efeitos positivos da aplicação do Feng Shui nos ambientes estão diretamente relacionados à contenção da perda de energia das pessoas que moram ou trabalham no local. O ambiente faz a pessoa, e vice-versa.

A perda de energia pessoal pode ser manifestada de várias formas : a falha de memória (o famoso "branco"); o cansaço físico, o sono deixa se ser reparador; o ocorrência de doenças degenerativas e psicossomáticas. Para economizar energia - o crescimento pessoal, a prosperidade e a satisfação - diminuem, os talentos não se manifestam mais por falta de energia, o magnetismo pessoal desaparece, medo constante de que o outro o prejudique, aumentando a competição, o individualismo e a agressividade, falta proteção contra as energias negativas e aumenta o risco de sofrer com o "vampirismo energético".
Chega uma hora na vida em que você descobre:
Quem interessa, quem nunca interessou, quem não interessa mais e quem ainda vai interessar.
Portanto, não se preocupe com quem já faz parte do seu passado, há um motivo para não estar no seu futuro.

Livro novo

Encerra-se mais um ano em sua vida. Quando este ano começou, ele era todo seu. Foi colocado em suas mãos...Podia fazer dele o que quisesse...
Era como um Livro em Branco, e nele você podia ter um poema, um pesadelo, uma blasfêmia, uma oração.Podia...Hoje não pode mais, já não é seu. É um livro já escrito, concluído.
Como um livro que tivesse sido escrito por você, ele um dia lhe será lido,com todos os detalhes, e não poderá corrigi-lo.Estará fora de seu alcance.
Portanto, antes que termine este ano, reflita, tome seu velho livro e folheie com cuidado.
Deixe passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência, faça o exercício de ler a você mesmo. Leia tudo. Aprecie aquelas páginas de sua vida em que usou seu melhor estilo.
Leia também as páginas que gostaria de nunca ter escrito. Não. Não tentes arrancá-las. Seria inútil. Já estão escritas. Mas você pode lê-las enquanto escreve o novo livro que será entregue. Assim, poderá repetir as boas coisas que escreveu, e evitar repetir as ruins. Para escrever o seu novo livro, você cantará novamente com o instrumento do livre arbítrio, e terá, para preencher, toda a imensa superfície do seu mundo. Se tiver vontade de beijar seu velho livro, beije. Se tiver vontade de chorar, chore sobre ele e, a seguir, coloque-o nas mãos do Criador. Não importa como esteja. Ainda que tenha páginas negras, entregue e diga apenas duas palavras: Obrigada e Perdão! E, quando o novo ano chegar, lhe será entregue outro livro, novo, limpo,branco, todo seu, no qual irá escrever o que desejar...
FELIZ LIVRO NOVO!!!!!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Passagens

Distintas emoções embalam os dias que antecedem o natal. Quando você percebe já é 25 de dezembro. Acordos são feitos para magoar menos pessoas Ou se tem humildade em reunir e abraçar os que ficaram ou a noite será apenas mais uma. Depende do ponto de vista, de cada religião, depende de fé, de amor. Aí, em poucos dias, encerra-se um ciclo para logo outro começar. Uma avalanche moral assalta as mentes, pensantes ou não. É preciso parar, desligar e responder as perguntas que durante os 365 dias evitamos. Isso é inerente a qualquer pessoa.
No subsolo de meus pensamentos estão guardadas perguntas empoeiradas. A gente controla o que pode controlar. A vida é uma surpresa. A cada minuto, telefonema, declaração, propostas. Estamos 24 horas diante do sim e do não.

Existe alguma coisa que dura para sempre? Encanto, sensação, estado de espírito ?

sábado, 19 de dezembro de 2009

Que tipo de dor você sente ?

Cerca de 30% da população mundial sente algum tipo de dor. Mas muitas pessoas não buscam tratamento médico, o que pode agravar ainda mais o sofrimento.

http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=242828&CNL=20

Imagens : Carlos Varella
Edição : Cecília Negrão

lojas até mais tarde

A maioria dos shoppings têm funcionado até mais tarde para atender os clientes de última hora. O time de funcionários também foi reforçado para não perder as oportunidades de venda neste Natal. Bom para 130 mil brasileiros que conseguiram um emprego temporário !

http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=242806&CNL=20

Imagens : Carlos Varella
Edição : Eduardo Sorrentino

Avatar

O filme mais caro do cinema tem como história o imperialismo e a arrogancia de " humanos " na tentativa de destruir um planeta para capturar um mineral que pode salvar o que nós já destruimos. Além de um romance interessante...

http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=242002&CNL=20

Imagens : Carlos Varella
Edição: Pedro Motta

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

dinheiro extra

Mais de 70 milhões de brasileiros recebem o 13 º salário em 2009. O mais importante é saber usá-lo com consciência. Depois do dinheiro extra chegam as faturas e um ano cheio de contas.

http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=239724&CNL=20

Imagens : Carlos Varella
Edição : Pedro Motta

mimos para clientes

As lojas fazem de tudo para atrair os clientes nesse período de compras. Algumas oferecem até champagne e motorista particular para " mimar "os consumidores...
A idéia da loja Aramis do Shopping Vila Olímpia é boa. Eles buscam o cliente para as compras. Evitar estacionar o carro e enfrentar as filas para tudo é um sonho de consumo...

http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=238598&CNL=20
Imagens : Carlos Varella
Edição : Pedro Mota

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Hoje

Deixar para trás o frenesi da mente e abandonar os desejos do ego. Em busca do silencio do coração. Que assim seja.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

É temporário...

Foi assim, carinhosamente, que meu amigo Eduardo Sorrentino me interrompeu depois de uns 10 minutos de conversa. Senti-me em um filme de aventura. Eu estava perdida numa ilha... Perdida em todos os sentidos... E em um instante, diferente dos últimos, começo a entender o dialeto da tribo que ali vivia... Muita imaginação para descrever o significado da palavra TEMPORÁRIO. Mas absorvi e estou digerindo, com mais carinho e atenção ainda.

A semana estava começando diferente das outras, e depois de muitas tentativas iniciei a leitura do livro O CAMINHO DO MEIO de Lou Marinoff. O livro se desenvolve através dos extremos e do fato de grande parte do sofrimento humano ser causado por eles. Do fanatismo religioso a anarquia moral. Para quem não quieta, fica a sugestão.

E para fecharo ciclo, Clarice apareceu novamente, em um recado cheio de saudade.

"O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem." (Clarice Lispector).

Um outro olhar

Eu e Cecília tínhamos a missão de retratar as tragédias da última terça-feira. Perdas, dor, sofrimento e angústia. Sem ultrapassar os limites da linguagem televisiva. Uma medida de poesia para 3 medidas de informação. O resultado está aqui.

http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=236520&CNL=20

Edição : Cecília Negrão.

domingo, 6 de dezembro de 2009

Esperança

Endometriose é uma doença que, se não fosse pela cólica, seria muito silenciosa. As mulheres, em geral, só descobrem quando o sistema reprodutor está comprometido. Aos 30 e poucos anos. Aí paga-se um preço alto. Infertil tem que procurar o tratamento de reprodução assistida para engravidar.

A cólica de todo mês não pode ser insuportável nem dolorosa. E na maioria dos casos desvalorizamos essa dor, achando que é normal senti-la. Culturalmente fomos criadas para suportar essa dor. Endometriose é quando particulas da menstruação, ao invés de descer pelo canal vaginal, voltam para o organismo. Essas células podem se alojar em qualquer órgao. Bexiga, intestino, óvulos, rim... Ví imagens e posso comparar a um plástico podre. A endometriose se ajoja como um tapete, grudando um orgão ao outro.Terrível para 6 milhoes de brasileras que já descobriram e mais algumas centenas que ao assistir a matéria farão seus exames e observarão as cólicas de todos mês.

O tratamento vai iniciar a fase de testes em animais. Nao há previsão para humanos, mas é uma esperança. Há 30 anos o tratamento da endometriose não avança. Cuide-se.


http://videos.band.com.br/v_43238_uma_descoberta_de_cientistas_brasileiros_pode_ajudar_no_tratamento_da_endometriose.htm

Imagens : Carlos Varella / Jair de liveira + Andre Zoratto
Edição : Lívia

sábado, 5 de dezembro de 2009

Slow Food


Slow Food é um movimento na Europa, o símbolo é um caracol e tem sua base na Itália. O site, http://www.slowfood.com/, é muito interessante.
O Slow Food prega que as pessoas devem comer e beber devagar, saboreando os alimentos, "curtindo" seu preparo, no convívio com a família, com amigos, sem pressa e com qualidade.
A idéia é a de se contrapor ao espírito do Fast Food e o que ele representa como estilo de vida.A surpresa, porém, é que esse movimento do Slow Food está servindo de base para um movimento mais amplo chamado Slow Europe como salientou a revista Business Week em sua última edição européia. A base de tudo está no questionamento da "pressa" e da "loucura" gerada pela globalização, pelo apelo à "quantidade do ter" em contraposição à qualidade de vida ou à "qualidade do ser".
Segundo a Business Week os trabalhadores franceses, embora trabalhem menos horas, (35 horas por semana) são mais produtivos que seus colegas americanos ou ingleses.E os alemães, que em muitas empresas instituíram uma semana de 28,8 horas de trabalho, viram sua produtividade crescer nada menos que 20%. Essa chamada "slow attitude" está chamando a atenção até dos americanos, apologistas do "Fast" (rápido) e do "Do it Now" (Faça Já).
Portanto, essa "atitude sem-pressa" não significa fazer menos, nem menor produtividade. Significa, sim, fazer as coisas e trabalhar com mais "qualidade" e "produtividade" com maior perfeição, atenção aos detalhes e com menos "stress".
Significa retomar os valores da família, dos amigos, do tempo livre, dolazer, das pequenas comunidades, do "local", presente e concreto - emcontraposição ao "global" - indefinido e anônimo.Significa a retomada dos valores essenciais do ser humano, dos pequenos prazeres do cotidiano, da simplicidade de viver e conviver e até da religião e da fé.Significa um ambiente de trabalho menos coercitivo, mais alegre, mais"leve" e, portanto, mais produtivo onde seres humanos, felizes, fazem com prazer, o que sabem fazer de melhor.
Nesta semana, gostaria que você pensasse um pouco sobre isso. Será que os velhos ditados "Devagar se vai ao longe" ou ainda "A pressa é inimiga da perfeição" não merecem novamente nossa atenção nestes tempos de desenfreada loucura?Será que nossas empresas não deveriam também pensar em programas sérios de "qualidade sem-pressa" até para aumentar a produtividade e qualidade de nossos produtos e serviços sem a necessária perda da "qualidade do ser"?
No filme "Perfume de Mulher", há uma cena inesquecível, em que umpersonagem cego, vivido por Al Pacino, tira uma moça para dançar e ela responde:"Não posso, porque meu noivo vai chegar em poucos minutos...""Mas em um momento se vive uma vida" - Responde ele, conduzindo-a num passo de tango.E esta pequena cena é o momento mais bonito do filme.
Algumas pessoas vivem correndo atrás do tempo, mas parece que só alcançamquando morrem enfartados, ou algo assim. Para outros, o tempo demora a passar; ficam ansiosos com o futuro e se esquecem de viver o presente, que é o único tempo que existe.Tempo todo mundo tem, por igual. Ninguém tem mais nem menos que 24 horas por dia. A diferença é o que cada um faz do seu tempo.Precisamos saber aproveitar cada momento, porque, como disse John Lennon..."A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro".
Vamos nessa ?















Excesso de chuva

video

Chuva forte em São Paulo é sinonimo de prejuízos, atrasos e tragédias. Em 2 horas choveu o equivalente a 25 % do esperado para o mês de dezembro.

Imagens SP: Andre Zorato

Edição : Pedro Motta

Casamento comunitário

Um casamento comunitário reuniu em São Paulo 240 casais.
São histórias de encontros e desencontros. Pessoas humildes, sonhadoras e que acima de tudo procuram no casamento uma forma de eternizar o amor.

http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=230948

Imagens : Marcelo Amorin

Edição : Carla

Lei do SAC

Mais de 40 empresas foram punidas, só em São Paulo, no primeiro ano da lei sobre o Serviço de Atendimento ao Consumidor. As campeãs de multas são as operadoras de telefonia. A demora para falar com o atendente está entre as principais reclamações.

video

Imagens : Marcelo Amorin

Edição : Lívia

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

ONDE FOI PARAR O TEMPO?

As relações estão frias demais. Superficiais demais. Para que se envolver? Vale a pena? Todas. Recados e pensamentos são digitados quando, no mínimo, deveriam ser falados ou escritos no papel, em um guardanapo... Romantismo demais? No futuro ninguém terá mais aquela caixinha cheia de cartões e bilhetes.
Se algo foi dito deverá estar no hardware da memória ou do computador. A tecnologia vem acompanha de egoísmo. Nem álbum de fotos temos mais. Em um domingo a tarde não poderemos sacar do armário e arrancar gargalhadas ou lágrimas.

O texto abaixo fala disso. Se tiver tempo...


Sobre o tempo que ganhamos.
Havia mais terrenos baldios. E menos canais de televisão.
E mais cachorros vadios. E menos carros na rua.
Havia carroças na rua. E carroceiros fazendo o pregão dos legumes.
E mascates batendo de porta em porta.
E mendigos pedindo pão velho. Por que os mendigos não pedem mais pão velho?
A Velha do Saco assustava as crianças. O saco era de estopa.
Não havia sacos plásticos, levávamos sacolas de palha para o supermercado.
E cascos vazios para trocar por garrafas cheias.
Refrigerante era caro. Só tomávamos no fim de semana.
As latas de cerveja eram de lata mesmo, não eram de alumínio.
Leite vinha num saco. Ou então o leiteiro entregava em casa, em garrafas de vidro.
Cozinhava-se com banha de porco. Toda dona-de-casa tinha uma lata de banha debaixo da pia.
O barbeador era de metal, e a lâmina era trocada de vez em quando. Mas só a lâmina.
As camas tinham suporte para mosquiteiro.
As casas tinham quintais. Os quintais tinham sempre uma laranjeira, ou uma pereira, ou um pessegueiro.
Comíamos fruta no pé.
Minha vó tinha fogão a lenha. E compotas caseiras abarrotando a despensa.
E chimia de abóbora, e uvada, e pão de casa.
Meu pai tinha um amigo que fumava palheiro.
Era comum fumar palheiro na cidade; tinha-se mais tempo para picar fumo.
Fumo vinha em rolo e cheirava bem.
O café passava pelo coador de pano. As ruas cheiravam a café. Chaleira apitava.
O que há com as chaleiras de hoje que não apitam?
As lojas de discos vendiam long plays e fitas K7.
Supimpa era ter um três-em-um: toca-disco, toca-fita e rádio AM (não havia FM).
Dizia-se 'supimpa', que significa 'bacana'. Pois é, dizia-se 'bacana', saca?
Os telefones tinham disco. Discava-se para alguém. Depois, punha-se o aparelho no gancho.
Telefone tinha gancho. E fio.
Se o seu filho estivesse no quarto dele e você no seu escritório, você dava um berro pra chamar o guri, em vez de mandar um e-mail ou um recado pelo MSN.
Estou falando de outro milênio, é verdade.
Mas o século passado foi ontem! Isso tudo acontecia há apenas 20 ou 25 anos, não mais do que o espaço de uma geração.
A vida ficou muito melhor.
Tudo era mais demorado, mais difícil, mais trabalhoso.
Então por que engolimos o almoço? Então por que estamos sempre atrasados?
Então por que ninguém mais bota cadeiras na calçada?
Alguém pode me explicar onde foi parar o tempo que ganhamos?

Quando..

"Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato. E então, pude relaxar. Hoje sei que isso tem nome… Autoestima.
Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia e meu sofrimento emocional não passam de um sinal de que estou indo contra as minhas verdades. Hoje sei que isso é… Autenticidade.
Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento. Hoje chamo isso de… Amadurecimento.
Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas .Hoje sei que o nome disso é… Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável… Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse pra baixo. No início minha razão chamou essa atitude de egoísmo. Hoje sei que se chama… Amor -próprio.
Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos. Abandonei os projetos megalômanos de futuro. Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo. Hoje sei que isso é… Simplicidade.
Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de me preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece. Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é… Plenitude.
Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada. Tudo isso é… Saber viver !"

Texto enviado pela amiga Luciana Lacerda. Estamos no caminho...